domingo, 31 de outubro de 2010

Compreender o indivíduo



Todos nós temos uma conta bancária emocional com outras pessoas, cujo fundo é uma reserva de confiança. Essa reserva – para se manter em alta – necessita de depósitos constantes, como gentileza, cortesia, atenção, respeito, atenção, carinho, e assim por diante. 

Tentar compreender realmente a outra pessoa é provavelmente um dos depósitos mais importantes que se pode fazer, além de ser a chave para todos os outros. Isso porque você simplesmente não sabe
o que constitui um depósito para a outra pessoa, até entendê-la como indivíduo. Afinal, o que pode ser um depósito para você – sair para dar uma volta e conversar sobre os problemas, ir tomar um sorvete, trabalhar em um projeto comum – pode não ser entendido como tal pelo outro... Ou seja, a missão de uma pessoa pode ser apenas um “detalhe” para a outra...
 



Nossa tendência é projetar nossa própria experiência de vida naquilo que acreditamos que as pessoas querem ou precisam... Nossa interpretação do que constitui um depósito se baseia em nossas necessidades e desejos... E o que é pior, se os outros não consideram nosso esforço como um depósito, tendemos a tomar essa reação como uma forma de rejeição a nossas boas intenções, e desistir. 

A ‘regra de ouro’ diz: “faça aos outros o que deseja que façam a você”. Apesar da objetividade dessa frase,
acredito que seu significado essencial seja: entenda os outros em profundidade – como indivíduos – do mesmo modo como você gostaria de ser compreendido, e depois trate-os em função dessa compreensão.

Um pai bem sucedido disse a respeito da educação dos filhos:
“trate a todos igualmente, tratando como um de forma diferente”.
 
(por Stephen R. Covey no livro "Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes")
================================================
Vale a pena também ler:

Ciclos
Se fosse fácil não teria graça
Ninguém é perfeito
O poder das palavras
O paradoxo do nosso tempo

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Curiosidades sobre os Simpsons


RobSimpson apresenta


Curiosidades sobre os Simpsons:

domingo, 17 de outubro de 2010

Salve George!



By Piletas
=====================
Vale e pena ver também:

Barão Vermelho e Cazuza
Creedence
Minha preferida da Legião

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Encorajamento



O escritor Mark Twain advertiu: “Fique longe de pessoas que tentam diminuir as suas ambições. Pessoas pequenas sempre fazem isso, mas as realmente grandes, fazem com que você sinta que também pode tornar-se grande”.

Como é que a maioria das pessoas se sente quando está perto de você? Sentem-se pequenos e insignificantes, ou acreditam em si mesmos e têm esperanças sobre aquilo que podem vir a ser?

(...)

Poucas coisas ajudam tanto uma pessoa quanto o encorajamento. George M. Adams chamou-o de “oxigênio para a alma”. O filósofo e poeta alemão Johann Wolfgang von Goethe escreveu: “A correção faz muito, mas o encorajamento após a censura é como o sol depois da tempestade”. E William A. Ward revelou seus sentimentos quando disse: “Lisonjeie-me, e não acreditarei. Critique-me, e talvez não goste de você. Ignore-me, e talvez não lhe perdoe. Encoraje-me, e nunca lhe esquecerei”.
(...)

Uma história maravilhosa sobre o cuidado e o encorajamento conta que havia um garoto chamado Tommy que passou por um período de muitas dificuldades na escola. Fazia continuamente muitas perguntas, não conseguia manter-se calado. Parecia que falhava cada vez que tentava fazer alguma coisa. Sua professora finalmente desistiu dele, e disse para sua mãe que ele não tinha condição de aprender e nunca alcançaria muitas coisas. Mas a mãe de Tommy era uma pessoa que cuidava de outras pessoas. Sabia encorajar. Ela acreditava nele. Ela passou a estudar com ele em casa, e a cada vez que ele falhava, ela lhe dava esperanças e encorajamento para continuar tentando.

O que aconteceu com Tommy?
Tornou-se um inventor com mais de mil inventos patenteados, incluindo a vitrola e a primeira lâmpada elétrica incandescente, comercialmente viável. Seu nome era Thomas Edison.

Quando as pessoas são encorajadas, é impossível prever o quão longe podem chegar. A falta de encorajamento pode impedir uma pessoa de viver uma vida saudável e produtiva. Mas quando a pessoa se sente encorajada, ela pode enfrentar o impossível e superar adversidades incríveis. E a pessoa que fornece o presente do encorajamento se torna aquela que faz diferença em sua vida.

Vou repetir, então, a pergunta do início do texto:
Como é que a maioria das pessoas se sente quando está perto de você?

Texto adaptado do livro Insight II. - Daniel Carvalho Luz.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Que sincronismo!!!!

Pa-panamericano!!! Sapateado com as mãos!!!rs

domingo, 3 de outubro de 2010

Emocione-se com a vida


Qual a capacidade que você tem de se emocionar com a vida ? Sem apelar para sentimentos básicos como perdas, frustrações, casamentos, filhos, pais? A vida, esse milagre que se processa em você, é inspiração suficiente para provocar uma emoção, dessas indizíveis?

Dessas emoções de olhar para o alto e imaginar um Deus, que você nem sabe como é ou mesmo se existe, e dizer obrigado? A sensação de estar vivo é algo emocionante, ou não passa de algo que você não entende e nem quer entender?

Você simplesmente vai vivendo sem mais pensar a respeito sobre o mistério da sua existência?

Se você é do tipo de pessoa que reverencia a vida em todas as suas as formas, certamente, não terá grandes problemas na sua trajetória por este mundo. A cada nova manhã você receberá a vida renovada como um presente e isso bastará para uma motivação original.

Você faz parte de um universo de possibilidades e de infinitas preciosidades a serem descobertas. Se está pronto para viver grandes emoções nas coisas mais simples, e nada lhe faltará.

Tenha você muito ou nenhum dinheiro!