domingo, 9 de setembro de 2007

Jardim de Primavera

Jardim de Primavera

Ele num ponto de ônibus apaixonou-se por ela;
Ela amava ele;
Ele adorava ela;
Ela era encantadora;
E de verdade conquistou ele;
Agora;
Ela amava ele;
Ele amava ela;
Tudo ficou azul;
Dançaram como adolescentes apaixonados;
Ela beijava ele;
Ele beijava ela;
Planos foram traçados;
Juntos e separados;
Estavam conectados;
Ela queria casar com ele;
Ele queria casar com ela;
Suas famílias abençoaram;
O pedido inusitado;
Surgiu num momento inesperado;
Num veículo rodado;
Testemunhado por um motorista desavisado;
Seus amigos acreditavam;
Que ele era todo feito para ela;
Que ela encontrou o amor nele;
Hoje suas músicas estão no ar;
Na mente dele;
No coração dela;
Na alma dos dois;
Algo não queria;
Que ele fosse dela;
E que ela fosse dele;
O nome disso;
Destino ou acaso;
Ele não sabe, ela também não;
Não estão mais juntos;
Ela não acredita mais no amor dele;
Ele não tem fé mais no amor dela;
Amam-se ainda;
Acreditam serem amigos hoje;
Iludem-se; Se enganam;
Após um tempo de terem acabado;
Trocaram e-mails, cartas,fotos de amor;
Como conversa de amigos;
Mero engano dos corações partidos;
Ela falava da canção que lembre dele;
Ele comentava da letra nova que remete a ela;
Ele não vê mais ela;
Ela não vê mais ele;
Ele por receio de não resistir;
Ela por medo de recair;
Ele hoje dorme apenas de um lado da cama;
Deixou vago o lado dela;
Ele ainda guarda a aliança dela;
Ela ainda se apanha olhando para as pelúcias que ganhou dele;
Ele e ela;
História real ou amor de novela?
O final ainda não foi feliz;
Triste é o que meu olhar diz;
Amam-se ainda sim;
Mas quiseram por fim que fosse assim;
Deixam ao acaso e o acaso os deixará;
Ou não mais deixarão;
Não, não e não;
Seus orgulhosos de coração;
Nasceram para se casar;
Mas estão longe do altar;
Hoje...

...Ele ainda pensa nela;
Ela ainda sonha com ele;

Eternamente... nesse Jardim de Primavera.
Robs Batis

2 comentários:

By Cássia disse...

adoreiiiiiiiiii...pra ser sincera, ameiiiiiii....
bjusss

By Cássia disse...

é....
essa história não é fictícia!!!