quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Qual o segredo do sucesso da novela Vidas Opostas da Record?


A Record na sua luta pela audiência vem ganhando grande espaço na sua grade, principalmente pelas novelas. Contratou grandes atores (Heitor Martinez como Jackson e Marcelo Serrado como delegado Nogueira são destaques em seus papéis) e seus autores têm dado um ritmo interessante e diferente na televisão.
A Novela Vidas Opostas é um grande exemplo disso, agradou em cheio e tem grande simpatia do público, inclusive o masculino.

Acredito que a dose de realidade empregada na trama tem grande culpa nesse sucesso, a novela tem grandes diálogos e cenas bem produzidas. Sem contar que o fato de sempre acontecer algo novo na novela ajuda muito, não cai na mesmice e sempre tem surpresas. O Bandido não é só castigado no final, nem tão pouco os mocinhos só se dão bem ao fim da trama. Essa fórmula vem sendo aplicada ultimamente até pela poderosa Globo na sua trama das 08:00hs! Assim o público tem mais opções de entretenimento e se prende a história, ainda mais se retratar temas muitos próximos da nossa realidade como violência, domínio dos traficantes, corrupção policial entre outras, sem esquecer da dosagem certa e necessária dos temas de relacionamentos, casamentos, amor enfim.

A Novela vem chegando ao seu final com belos índices de audiência. Veja abaixo as mudanças da reta final devido às opiniões e considerações de seu público.

Robs.


Os créditos do texto abaixo são de Tânia Ribeiro:

Autor pode considerar a vontade do público no final de Vidas Opostas
Nada como a opinião do telespectador para fazer um escritor balançar em seus desfechos finais das tramas.
Marcílio Moraes, escritor de Vidas Opostas, da Record, está escrevendo os últimos capítulos de sua história e admite que pode considerar a vontade do público para o destino de seus personagens.

Feliz com os resultados obtidos com a novela, Marcílio conta que está muito surpreso com a reação do público em relação ao bandido Jackson (Heitor Martinez). “A mulherada gosta dele? Acredita? Muitas pessoas já me pediram para que ele, no final, termine com a Joana (Maitê Piragibe)”.

Em Vidas Opostas, cujo último capítulo vai ao ar no dia 20 de agosto, Jackson, considerado o rei do morro, num acordo com Joana conseguiu que ela terminasse o noivado com Miguel (Léo Rosa). Fez com que a jovem largasse sua própria vida para se dedicar a ele - coisa que ocorre muito na vida real atualmente. Porém, na trama, Joana ainda não se entregou ao bandido.

No capítulo da última segunda-feira (23), por exemplo, Jackson teve um gesto de bom-moço, dando flores para a mocinha, que demonstrou ter ficado balançada pelo traficante.

Num rápido balanço, Marcílio admite que o sucesso da novela superou todas as suas expectativas.

“Vidas Opostas conseguiu obter uma média de 16 pontos e é vista, não só pelas camadas populares como pela classe média alta”, diz o novelista, acrescentando que, na sua opinião, esse êxito se explica na coerência que a história teve com a realidade, mas tudo sem exageros.

Sobre como será o último capítulo, Marcílio mantém segredo e despista quando perguntado se o matemático, Miguel, ficará com Joana. “Acho que sim, mas ainda vou pensar melhor”.

Porém, Marcílio garante que Vidas Opostas não terá finais óbvios, que ocorrem na maioria das histórias.

“Meu último capítulo não terá nascimento, nem casamento e ainda poderá ficar pendências que não serão resolvidas”. Uma delas, por exemplo, poderá ser a situação do grupo Campobello, onde a herdeira Isis (Lucinha Lins) não sabe como resolver o atual rombo financeiro do grupo.

Certo mesmo será uma grande batalha de fogo no morro do Torto, a fictícia favela de Vidas Opostas. “Por um lado, será Jackson, por outro, a milícia que pretende tomar conta da comunidade e também os bandidos Pé de Pato e Caranguejo – adversários de Jackson”, adianta Marcílio.

Após ver o 'fim' na tela da Record, o autor só quer descansar: "Depois disso, quero descansar. Estou cansado”, acrescentando que, embora conte com quatro colaboradores, ele escreve mais de 12 horas por dia. “São 35 laudas diárias, como se fosse um filme a cada dois dias”.

Sobre a possibilidade da novela virar seriado ou filme, ele esclarece que “não há nada programado sobre isso”.

Vice-campeã de audiência

Vidas Opostas, de acordo com o departamento de divulgação da Record, tem alcançado ótimos índices de audiência, deixando a emissora em segundo lugar. No dia 21 de novembro, data da estréia, a trama obteve 16 pontos de média. Ao longo dos meses, o folhetim apresentou índices que variaram entre 15, 16 e 17 pontos. Na média parcial do mês de julho, a novela apresenta 16 pontos.

Tânia Ribeiro

Um comentário:

Luis Claudio disse...

Essa novela mostra que temos outra emissora capaz de fazer o que a tão pouco tempo era de uma somente.